Mudança de estação e do material de pesca!
Foto: Catwoman
Inverno se foi e pescaria no mar se torna diferente
Mudança de estação e do material de pesca!
Foto: Alexandre E. Silva
Carretilhas e anzois precisam ser alterados
Mudança de estação e do material de pesca!
Foto: Marche Sanz
As corvinas são consideradas "pesca de fundo"
Mudança de estação e do material de pesca!
Foto: Fotolia
As iscas também devem ser revistas na nova estação
Compartilhe

Mudança de estação e do material de pesca!

Sexta, 14 Outubro 2011 12:08
Odeir de Souza | Especial para o Caravana

Com a chegada do fim do ano, os acessórios como molinetes, carretilhas e anzol devem ser trocados para o sucesso da pescaria

Mais uma temporada de inverno chegou ao fim e com isso as pescarias repletas de anchovas dos meses anteriores tendem a ficar cada vez mais raras. Com o progressivo aquecimento da água, os peixes de inverno são forçados a migrarem mais para o sul. Nessa situação, quem pesca no mar se vê obrigado a trocar de táticas para ter sucesso em suas pescarias.

Outubro e novembro são tidos como meses de transição, onde podemos ainda encontrar alguns peixes de inverno e também começam a aparecer os peixes de verão. Já a partir do fim de novembro, os peixes de verão já aparecem em maior quantidade e vão aumentando com o aquecimento da água. Por isso é importante adequar os materiais para a nova estação.

Para se pescar de fundo, onde além dos peixes de parcel como ciobas, pargos e outros, começam a aparecer as corvinas de bom tamanho, utilize molinete ou carretilha munidos com 150 metros de linha multifilamento 30 libras ou mono 0,40mm. Pode-se utilizar chicotes com um ou mais anzóis, sendo importante atentar a posição da isca com relação ao fundo, pois peixes como as corvinas costumam comer rente ao fundo.

Como muitas vezes pescamos de rodada também é importante ter muitas opções de pesos de chumbadas. Num mesmo dia de pesca a chumbada pode variar entre 50 a 150 gramas dependendo das condições de vento e maré. As principais iscas são a lula, o camarão e a sardinha.

Já para pescar na meia água ou boiado, opte por um material mais robusto com pelo menos 250m metros de linha multifilamento 40 libras ou mono 0,50mm. Como no mês de novembro normalmente os cações vem se reproduzir próximos à costa, não são raros “descarregões” de linha e grande peixes perdidos.

Pode-se utilizar boias ou então pequenas chumbadas de forma que as linhas fiquem em profundidades diferentes. Empates de aço são obrigatórios se estiver procurando os cações e vale a pena utilizar empates longos. Como isca, lulas e sardinhas são as mais efetivas. Também faz a diferença a utilização de engodo para atrair os peixes.

Por último, com o calor chegando, lembre-se de utilizar sempre filtro solar, bonés e dar uma atenção especial a hidratação. Boa pescaria!

Leia também

Comentários

Comente

Comente como convidado.

Cancelar Enviando comentário...
x