Cumbuco (CE) / Divulgação
Foto: Divulgação
A pequena Cumbuco dista apenas 30km de Fortaleza
Ubatuba (SP) / Eduardo Bernardino
Foto: Eduardo Bernardino
Ubatuba (SP) é o berço do surfe e do kitesurf
Balneário Camboriú / Karlmarcholl
Foto: Karlmarcholl
O Balneário Camboriú tem esporte e belezas naturais
Gonçalves (MG) / Daniel Cotellessa
Foto: Daniel Cotellessa
A Pedra do Forno é atração da mineira Gonçalves
Chapada dos Veadeiros (GO) / Drummhumm
Foto: Drummhumm
A Chapada dos Veadeiros é opção da região central
Kitesurf / Diego Dacal
Foto: Diego Dacal
O kitesurf é uma modalidade em alta no país
Windsurfe / Fotolia
Foto: Fotolia
O windsurfe é opção para o feriadão prolongado
Compartilhe

Caravana lista cinco destinos para o Feriadão. Confira!

Segunda, 08 Outubro 2012 11:40
Caravana da Aventura | Da Redação

Caravana apresenta roteiros de norte a sul do pais para o feriado do Dia das Crianças. É escolher o destino e cair na estrada!


O feriadão do Dia das Crianças se aproxima e, como de costume, o Caravana lista roteiros de tirar o fôlego para você que deseja fazer as malas e curtir seja sol, mar ou o verde e as montanhas.

Sendo assim, fique de olho nos cinco roteiros de aventura que a reportagem do portal preparou para você. Confira!

Ubatuba (SP) – A cidade localizada no litoral norte paulista não decepciona quando o assunto é esporte e ecoturismo. Ubatuba possui muito da sua natureza original preservada, belas praias, boa rede hoteleira, ótimos restaurantes e, claro, muita onda. Por isso é considerada o berço do surfe e também do kitesurf.

A balneabilidade da maioria das praias do município também é um fator que atrai muita gente. Ubatuba possui três das únicas cinco praias do litoral paulista que receberam classificação “ótima” da Cetesb em 2010 (Prumirim, Itamambuca e Pulso).

Já para a prática do surfe e do kitesurf, o Caravana aconselha as seguintes praias: Praia Grande, Praia Vermelha do Norte, Praia de Itamambuca, Praia do Félix e Praia Brava do Camburi.

Gonçalves (MG) – No sul de Minas Gerais, distante cerca de 180 km de São Paulo, no topo da Serra da Mantiqueira, a pequena Gonçalves é privilegiada por muitas belezas naturais, com florestas de araucárias, remanescentes de Mata Atlântica, rica fauna e flora, montanhas que chegam a 2.100m, cachoeiras e inúmeros cursos d’água que tornam o lugar ideal para a prática de esportes de aventura.

Procurada o ano todo pelos turistas, devido ao clima subtropical de altitude que chega a casa dos 7 graus negativos no Inverno, a paisagem fica coberta por uma fina camada de gelo dando um ar bucólico e romântico.

Já no verão as temperaturas chegam aos 30 graus, o que possibilita deliciosos banhos de cachoeiras.

A culinária regional com receitas tradicionais sul mineiras como tutu de feijão, broa de milho e queijo fresco podem ser apreciadas em vários restaurantes, preparadas em antigos fogões a lenha, como manda a tradição.

Confira mais destinos no "Mapa da Aventura". Acesse!

Outro ponto de destaque são as expressões culturais, tais como artesões que trabalham esculpindo santos, carrancas e móveis artesanais.

Se este for o destino escolhido, não deixe de conferir as trilhas das cachoeiras e das montanhas. Vale a pena!

Cumbuco (CE) – Este é mais um paraíso nordestino à disposição, rico em belezas naturais e esportes de aventura. Cumbuco está inserida na região metropolitana de Fortaleza, distante cerca de 30 km do Centro da Capital cearense.

Destaque para a estrutura turística da região, que é uma das mais importantes do estado do Ceará. Cumbuco conta com mais de 40 pousadas e hotéis, além de uma gastronomia internacional com mais de 20 restaurantes, de especialidades diversas: italiana, francesa, alemã e regional entre outras.

Outro destaque importante são as praias paradisíacas e as lagoas. A praia de Icaraí fica a apenas10km de Cumbuco, numa região é de fácil acesso, com transportes alternativos e ônibus a custo bem económico (R$ 5,00).

Como é uma cidade praiana, o windsurfe e o kitesurf são dois esportes que dominam as águas de mais este paraíso nordestino.

Balneário Camboriú – Belezas naturais, agitação, gente bonita... No litoral de Santa Catarina, a 80 km de Florianópolis, Balneário Camboriú combina tudo isso, tornando-se um destino dos mais assediados por turistas brasileiros e internacionais.

Os bondinhos elétricos te levam até o Parque de Aventuras, localizado no Parque Unipraias Camboriú. Ali se pode praticar uma atividade pioneira no Brasil: o arvorismo acrobático. São dois percursos, cada um com 120 m de extensão e duas horas de duração.

Conheça as 27 modalidades de aventura. Clique!

Além do mar e do sol, escalar redes, caminhar sobre cabos de aço, entrar em cavernas e tirolesas fazem parte dos esportes de aventura à disposição na região. Se desejar ir um pouco mais alto e sentir mais adrenalina, o salto de parapente partindo do Morro do Careca, onde também se pode praticar o rapel, é outra opção.

Já as praias da Barra, Laranjeiras, Taquarinhas, Taquaras, Praia dos Amores deram fama ao Balneário. Sendo assim devem ser visitadas... e contempladas!

O melhor modo de conhecê-las é navegando. Além dos passeios tradicionais é possível alugar embarcações menores com os pescadores. A visita à Ilha do Arvoredo, reserva biológica de paisagem impressionante, é ideal pra quem é do mar e não enjoa.

Chapada dos Veadeiros – Em tempos de feriado, os parques espalhados pelo país são também ótimas opções. O Parque Nacional Chapada dos Veadeiros abriga seis cidades de Goiás, entre elas Alto Paraíso e Cavalcante. A porta de entrada do Parque é a Vila de São Jorge. Fica a 220 km de Brasília.

O circuito de Aventuras engloba várias atividades. Para o arvorismo são 10 desafios em 180 metros de percurso. O cachoeirismo nos 45 metros na Cachoeira Almécegas. Tem ainda a tirolesa Voo do Gavião, com 850 metros de extensão a 100 metros de altura, numa velocidade de 55 km/h.

Siga a trilha das flores do Cerrado até a cachoeira Cariocas. Um pouco mais adiante no caminho do rio Preto dois cânions oferecem de recompensa para a escalada a beleza dos paredões e piscinas naturais. O rio ainda leva até outra cachoeira, os saltos do Rio Preto, uma queda de 80 metros de altura.

A mistura das tradições dos nativos com as peculiaridades de quem chegou por lá deu uma cara única à cultura da Chapada. Vale a pena conferir...

Leia também

Comentários

Comente

Comente como convidado.

Cancelar Enviando comentário...
x