Mundial de surfe no Rio
Foto: ASP
Adriano de Souza, o Mineirinho, sobreviveu à repescagem
Repescagem do mundial de surfe
Foto: ASP
Raoni Monteiro é outro brasileiro garantido na terceira fase
Manobras radicais de surfe
Foto: ASP
O potiguar Jadson André já havia garantido classificação
Kelly Slater o favorito
Foto: ASP
Assim como o favorito Kelly Slater, também vivo no Mundial
Compartilhe

Três brasileiros sobrevivem à repescagem e vão à terceira fase

Quarta, 18 Maio 2011 18:03
Igor Pereira | Especial para o Caravana

Adriano Souza, o Mineirinho, Raoni Monteiro e Heitor Alves sobrevivem ao "mata-mata" e seguem vivos na etapa do Mundial de Surfe no Rio

RIO - Sempre desconfiei que o tal "Deus ajuda a quem cedo madruga" não tinha muita validade em terras cariocas. Lá pelas nove da manhã, no Arpoador, era essa a sensação predominante. Quem desafiou o frio das primeiras horas do dia pra torcer para os brasileiros que disputavam a repescagem se decepcionou.

Derrotas nas três primeiras baterias: Peterson Crisanto, Igor Morais e Simão Romão foram eliminados. Passaram pra terceira fase Jordy Smith, Bebe Durbidge, Michel Bourez. Na quarta bateria, outro brasileiro eliminado. Mas dessa vez com festa na areia. É que o algoz de Ricardo Santos foi Adriano Souza, o Mineirinho, surfista brasileiro de melhor posição no ranking mundial.

Adriano obteve 16, 43, maior média da competição até então, para o delírio dos recém chegados. Parecia que o pessoal que acordou mais tarde ou que deu uma fugidinha do trabalho vinha com mais sorte. Viram o carioca Raoni Monteiro derrotar o português Tiago Pires e o cearense, com nome de cantor de bolero, Heitor Alves passar pelo havaiano Dusty Payne.

Assistiram também a melhor apresentação da prova, a do americano C J Hobgood, que obteve um 16, 5. Por um capricho da tabela e do destino, na terceira fase CJ enfrenta Anderson, detentor da antiga marca.

Na última bateria do dia, o brasileiro Alejo Munis perdeu para o australiano Adam Melling.

Resultados da repescagem do Rio Pro:

1: Jordy Smith (AFS) 11.67 def. Peterson Crisanto (BRA) 7.10

2: Bede Durbidge (AUS) 11.60 def. Igor Morais (BRA) 10.17

3: Michel Bourez (TAI) 12.50 def. Simao Romao (BRA) 12.10

4: Adriano de Souza (BRA) 16.43 def. Ricardo Santos (BRA) 12.66

5: Joel Parkinson (AUS) 13.33 def. Kai Otton (AUS) 11.77

6: Bobby Martinez (EUA) 12.77 def. Matt Wilkinson (AUS) 11.07

7: Kieren Perrow (AUS) 11.50 def. Gabe Kling (EUA) 11.40

8: Josh Kerr (AUS) 12.74 def. Chris Davidson (AUS) 12.17

9: Raoni Monteiro (BRA) 12.53 def. Tiago Pires (POR) 9.40

10: C.J. Hobgood (EUA) 16.50 def. Julian Wilson (AUS) 14.70

11: Heitor Alves (BRA) 12.44 def. Dusty Payne (HAV) 10.40

12: Adam Melling (AUS) 15.00 def. Alejo Muniz (BRA) 9.27

Quatro brasileiros na terceira fase:

1: Taj Burrow (AUS) vs. Cory Lopez (EUA)

2: Damien Hobgood (EUA) vs. Heitor Alves (BRA)

3: Adrian Buchan (AUS) vs. Dan Ross (AUS)

4: Jeremy Flores (FRA) vs. Adam Melling (AUS)

5: Joel Parkinson (AUS) vs. Kieren Perrow (AUS)

6: Kelly Slater (EUA) vs. Bobby Martinez (EUA)

7: Jordy Smith (AFS) vs. Josh Kerr (AUS)

8: Adriano de Souza (BRA) vs. C.J. Hobgood (EUA)

9: Bede Durbidge (AUS) vs. Patrick Gudauskas (EUA)

10: Owen Wright (AUS) vs. Taylor Knox (EUA)

11: Michel Bourez (TAI) vs. Jadson Andre (BRA)

12: Mick Fanning (AUS) vs. Raoni Monteiro (BRA)

Leia também
  • Reportagens Pé na água

    Surfe e SUP em alta

    Caravana lista as cinco principais praias da cidade de Ubatuba, no litoral norte paulista, consideradas verdadeiros paraísos para a prática das duas modalidades de aventura. Confira!

Comentários

Comente

Comente como convidado.

Cancelar Enviando comentário...
x