Kelly Slater ganhou sua bateria
Foto: ASP
Kelly Slater ganhou sua bateria sem muito esforço
Campeonato mundial de surfe
Foto: ASP
O potiguar Jadson André foi o único brazuca a brilhar
Compartilhe

Kelly Slater: Só deu ele no Rio!

Terça, 17 Maio 2011 18:06
Igor Pereira | Especial para o Caravana

Nas ondas da praia do Arpoador, americano faz jus à fama de melhor do mundo, vence sua bateria e passa para a próxima fase sem sustos

RIO - “Cara, juro que eu não perdia essa onda.” O sujeito pode até ter o nome na história, ser o melhor do mundo, dez vezes campeão. Mas quando entra na água, durante os 30 minutos de duração da sua bateria, está sujeito a tudo. Kelly Slater também erra, perde onda, toma caixote, deixa o maluco do calçadão sonhando que faria melhor. Só que quando o cara acerta... Slater conseguiu um 9, melhor nota desta terça-feira no Mundial de Surfe do Rio. Fechou sua bateria com 15,17 e passou tranquilo pra próxima fase.

Para a alegria dos saudosistas, surfistas e jornalistas que não queriam pegar a linha amarela, o Billabong Rio Pro começou na praia do Arpoador, a popular "Arpex", em Ipanema. Foram disputadas as doze baterias da primeira fase da competição. A de Slater foi a sexta e a última a contar com a presença de um solzinho tímido. O público, de chinelo e casaco, lotava o calçadão junto as famosas “esquerdas do Arpoador”.

“Vamos mandar nossas vibrações pro Kelly galera, pra todo mundo que pratica o bom surf...” Apesar dos apelos do locutor, traduzidos por ele próprio para o inglês e o francês, o povo de Ipanema não estava lá muito afim de aplaudir o americano não. Mas bastava algum brasileiro fazer suas manobras sem cair para a praia ir ao delírio.

Jadson salva a pátria

Pena que isso aconteceu tão pouco hoje. Dos nove que passaram parafina pra defender a pátria apenas Jadson André se deu bem. O potiguar venceu sua bateria com um 14, 33 contra 10,66 do americano Gabe Kling e 7,9 do australiano Bebe Durbidge.

Entre os demais brasileiros teve os que quase chegaram lá, como Adriano de Souza (perdendo sua bateria por menos de três décimos) e os que praticamente não viram onda, como Peterson Cristiano (3, 84 de média).

Todos terão o mesmo destino: a repescagem. Que se o mar assim desejar será disputada nesta quarta-feira no Arpoador.

Resultados da primeira fase

1: Owen Wright (AUS) 13.60, Heitor Alves (BRA) 7.67, Bobby Martinez (EUA) 7.47

2: Adrian Buchan (AUS) 11.84, Adam Melling (AUS) 11.16, Kai Otton (AUS) 7.90

3: Taj Burrow (AUS) 16.33, Ricardo Santos (BRA) 11.17, Alejo Muniz (BRA) 10.60

4: Mick Fanning (AUS) 15.07, Simao Romao (BRA) 12.36, Dusty Payne (HAV) 11.66

5: Patrick Gudauskas (EUA) 8.13, Jordy Smith (AFS) 8.07, Igor Morais (BRA) 6.34

6: Kelly Slater (EUA) 15.17, Julian Wilson (AUS) 14.37, Peterson Crisanto (BRA) 3.84

7: Jadson André (BRA) 14.33, Gabe Kling (EUA) 10.66, Bede Durbidge (AUS) 7.90

8: Jeremy Flores (FRA) 13.56, C.J. Hobgood (USA) 10.80, Josh Kerr (AUS) 7.43

9: Damien Hobgood (EUA) 12.00, Raoni Monteiro (BRA) 11.10, Tiago Pires (POR) 10.93

10: Cory Lopez (USA) 11.54, Chris Davidson (AUS) 10.00, Michel Bourez (TAI) 8.57

11: Daniel Ross (AUS) 14.90, Adriano de Souza (BRA) 14.67, Kieren Perrow (AUS) 8.96

12: Taylor Knox (EUA) 15.03, Matt Wilkinson (AUS) 14.70, Joel Parkinson (AUS) 8.34

REPESCAGEM DA PRIMEIRA FASE

1.a: Jordy Smith (AFR) x Peterson Crisanto (BRA)

2.a: Bede Durbidge (AUS) x Igor Morais (BRA)

3.a: Michel Bourez (TAH) x Simão Romão (BRA)

4.a: Adriano de Souza (BRA) x Ricardo Santos (BRA)

5.a: Joel Parkinson (AUS) x Kai Otton (AUS)

6.a: Matt Wilkinson (AUS) x Bobby Martinez (EUA)

7.a: Kieren Perrow (AUS) x Gabe Kling (EUA)

8.a: Chris Davidson (AUS) x Josh Kerr (AUS)

9.a: Tiago Pires (PRT) x Raoni Monteiro (BRA)

10: C. J. Hobgood (EUA) x Julian Wilson (AUS)

11: Heitor Alves (BRA) x Dusty Payne (HAV)

12: Adam Melling (AUS) x Alejo Muniz (BRA)

Leia também

Comentários

Comente

Comente como convidado.

Cancelar Enviando comentário...
x