Trekking
Foto: Studio Caravana
Bastão e um bom calçado ajudam muito na atividade
Compartilhe

Trekking Trekking

Caravana da Aventura | Da Redação

O trekking consiste em caminhadas por trilhas em busca de lugares interessantes para se conhecer, se superar, se divertir, mantendo um contato mais próximo com a natureza. Entende-se que o trekking, ao contrário da caminhada comum (ou “hikking”), é a denominação dada quando se percorre um longo trajeto, que exija pernoite no local.

O fato de passar a noite na mata, muitas vezes em acampamentos selvagens, torna a modalidade um prato cheio aos mais aventureiros.

Os praticantes do esporte garantem atingir um grau de satisfação enorme sobretudo pelo fato de alcançarem lugares onde poucas pessoas chegam, garantindo uma misto de sensações, entre elas de superioridade, força, autoconfiança e autoconhecimento.

 

Na condição de modalidade que mais cresceu nos últimos anos, o trekking apresenta inúmeros lugares para os amantes da prática. Na Bahia, as opções são: Chapada da Diamantina, Trilha Andaraí-Capão e Trilha do Rio de Contas. Já em Goiás, Cânion do Farias, Cânion do Macaco, Cânion do Macaquinho, Cânion da Raizama e Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros são alternativas, além de outros picos espalhados pelo país.

A modalidade está tão fortalecida no Brasil que tem duas entidades que a representa: a Federação Paulista de Enduro a Pé e Trekking (www.fepep.com.br ) e a Confederação Brasileira de Trekking (www.cbtrekking.com.br).

Dicas de segurança: Os principais riscos no trekking são as quedas, torções e o perigo de se perder no caminho. Portanto é importante, ao sair para a atividade, deixar com algum familiar o maior número possível de informações sobre sua empreitada (para onde vai, com quantas pessoas vai, qual a data prevista de retorno, qual a data limite de retorno, telefones para contato, telefones das residências dos companheiros de aventura...), o mesmo deve ser feito ao corpo de bombeiros do local.

É importante também que o praticante se informe sobre a distância a ser percorrida, tempo, tipo de terreno e o clima da região, bem como as dificuldades do trajeto. É aconselhável o uso de roupas adequadas, bem como calçados apropriados para a prática, além de protetor solar, chapéu ou boné e repelente.

A atividade, por exigir um esforço maior, é pouca indicada para pessoas sedentárias ou sem condicionamento físico adequado. O ideal é começar com caminhadas mais leves, de algumas horas, e ir aumentando até sentir-se preparado para a incrível experiência de uma travessia.

Como a maioria dos lugares onde se pratica o trekking é afastada de pontos de apoio e de difícil acesso, noções de primeiros socorros são muito bem-vindas para que se possa prestar um primeiro atendimento a alguém que se acidente pelo caminho.

Comentários

  • carol
    carol
    18 Dezembro 2011 at 22:14 |

    amei a informação e mal vejo a hora de me iniciar no trekking. obrigada :)

Comente

Comente como convidado.

Cancelar Enviando comentário...
x