Ilha do Mel (PR)
Foto: Luis G. Leme
A Ilha do Mel é uma reserva reconhecida pela Unesco
Compartilhe

Ilha do Mel (PR)

Caravana da Aventura | Da Redação

Há inúmeras versões para a origem do nome da Ilha do Mel. Parte das mais simples, referindo-se à tradicional produção do mel na ilha até as mais sonhadoras como as que falam do Almirante Mehl e do lugar que teria sido um refúgio para o amor, usado pelos escravos na época da colônia.

Assim também são os encantos de lá, passando do simples descansar na areia ouvindo o barulho das ondas até sobrevoar a ilha de parapente.

O principal ponto de acesso à Ilha do Mel é o município de Paranaguá no Paraná, a 92 km de Curitiba e 473 km de São Paulo, via BR 116. De Paranaguá até à ilha é possível chegar, de carro, em 1h30.

A ilha é uma reserva da biosfera reconhecida pela UNESCO. Por isso há certas normas que devem ser respeitadas. O limite máximo de visitantes é de 5.000 por vez. Não são permitidos veículos motorizados.

Os cuidados, porém, valem à pena. A natureza e o silêncio da Ilha do Mel são verdadeiramente um patrimônio da humanidade. As trilhas são de fácil acesso, permitindo que todos partilhem desses encantos. Por elas se chega até as praias, em grutas como a das Encantadas, e pontos históricos como a Fortaleza de Nossa Senhora dos Prazeres e o Farol das Conchas.

Há 30 praias na ilha do Mel. Pra velejar as melhores são Nova Brasília, Fortaleza e Encantadas. Para o mergulho é a Ponta do Caraguatá e Ponta da Nhá Pina. As melhores ondas estão na Praia de Fora e Praia Grande.

Já a escalada é feita no Morro do Meio, no Morro da Gruta e no Morro da Baleia. A plataforma de saltos de parapente é realizada no Morro do Miguel.

Leia também
  • Notícias Mão na corda

    Turismo sem limites

    No Dia Nacional da Pessoa com Deficiência em Parques e Atrações Turísticas, a Embratur lança programa de incentivo ao turismo de aventura adaptado, numa ação inédita no país

Comentários

Comente

Comente como convidado.

Cancelar Enviando comentário...