Lençóis Maranhenses (MA)
Foto: Rtietz
Paisagens de tirar o fôlego compõem o cenário local
Lençóis Maranhenses (MA)
Foto: Riceette
Águas cristalinas e areias claras encantam os turistas
Compartilhe

Lençóis Maranhenses (MA)

Caravana da Aventura | Da Redação

De onde vêm os peixes dos lagos que desaparecem? O que é esse fogo azul que cresce e some no ar? Pra onde o vento leva a areia? Alguns dias nos Lençóis Maranhenses bastariam pra escrever outro livro de perguntas. A incerteza faz parte da paisagem. Tudo muda de lugar, as dunas, os lagos, as pessoas. O que permanece é o deslumbre dos olhos pelo horizonte.

O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses possui 155 mil hectares de área. A porta de entrada é a cidade de Barreirinhas, a 277 km de São Luís via BR 135. Barreirinhas possui excelentes praias como Moitas, Barra do Tatu e Vassouras.

Vista de cima a paisagem formada pelas dunas e lagoas se assemelha a um lençol quando se ajeita na cama. As dunas mudam de lugar com o vento de até 70 km/h. Algumas lagoas desaparecem no período de seca. Há três maneiras de o viajante conhecer a região: navegar pelo Rio Preguiças, explorar o deserto num veículo 4x4 ou subir no lombo do jegue.

De Barreiras partem as embarcações que vão acompanhar o curso do Rio Preguiças até o Atlântico. O percurso leva 4 horas, mas vale a pena parar pra aproveitar o cenário ou conhecer comunidades de pescadores como Atins, Caburés, que entre o rio e o mar, corre o risco de desaparecer na areia, ou Mandacaru , onde há um farol de 54 metros de altura com vista pra todo o parque.

Motorizado dá pra conhecer dunas, lagoas como Azul e a Bonita, e praias. O jegue com seu passo mais lento pode te levar mais longe do que o jipe. É o melhor jeito de observar as inúmeras aves sem perturbá-las ou pra chegar à Queimada dos Britos, oásis do parque. Dá pra ir a pé também, mas são quatro horas de caminhada e é bom evitar horários de sol forte.

Leia também

Comentários

Comente

Comente como convidado.

Cancelar Enviando comentário...
x