Fernando de Noronha (PE)
Foto: Blog Paedia
Paisagens fascinantes compõem as atrações da ilha
Fernando de Noronha (PE)
Foto: Crystian Cruz
O surfe é melhor praticado na região entre dezembro e março
Compartilhe

Fernando de Noronha (PE)

Caravana da Aventura | Da Redação

O que basta pra definir um paraíso? Uma beleza com que os olhos não se acostumem, deslumbre que permanece na eternidade. Paz em todas as criaturas, tubarões que passam perto de você na maior tranquilidade. Vida farta, tocar a natureza sem feri-la. Poderia dizer que é assim em Fernando de Noronha, mas certos milagres não podem ser contados. Precisam ser vistos.

Mergulhar é o ponto de partida pro caminho de maravilhas da ilha. As águas transparentes fazem com que se possa ver 40 metros ao fundo do mar. A fauna marinha é riquíssima, são 230 espécies de peixes diferentes. Para a prática do mergulho livre os melhores locais são a Praia de Atalaia, a Ponta de Caracas e a Baía dos Porcos.

O mergulho com cilindro é mais praticado na Ponta da Sapata, Ilha Rata e Rasuretas. Devido a abundante fauna local, os tubarões presentes em Noronha não atacam os visitantes.

O melhor período para o surfe é entre dezembro e março. Os melhores picos são  Conceição, Cacimba do Padre e Boldró. Pelas trilhas a contemplação da exuberante natureza da ilha. Costa Azul, Costa Esmeralda. A trilha da baía dos golfinhos é a mais tranquila, mas é preciso começar cedo pra se poder observar as simpáticas criaturas.  A cavalo o caminho mais indicado é a trilha do Capim-Açu.

A preservação do paraíso requer cuidados especiais. Permite-se apenas 700 visitantes por vez. É uma área de importantes projetos e estudos ecológicos como o Tamar e o Golfinho-Rotador. A maioria das pousadas são residências adaptadas dos moradores da ilha. Chega-se a Noronha de avião, saindo de Recife ou de Natal.

Leia também

Comentários

Comente

Comente como convidado.

Cancelar Enviando comentário...
x