Chapada dos Guimarães (MT)
Foto: Mac Costa
O cachoeirismo é uma das atividades de aventura da chapada
Chapada dos Guimarães (MT)
Foto: Regiov
Paredes rochosas emolduram o cenário da região
Compartilhe

Chapada dos Guimarães (MT)

Caravana da Aventura | Da Redação

No coração de um continente, todos os caminhos se encontram. O caminho das águas e o caminho das pedras. A espiritualidade dos peregrinos e o portão do Inferno. O presente e o passado, com 46 sítios arqueológicos e dois sítios paleontológicos. A contemplação e a aventura.

O Parque Nacional da Chapada dos Guimarães fica na cidade de mesmo nome, a 64 km de Cuiabá (MT). O lugar é considerado o centro geodésico da América do Sul por estar à mesma distância dos oceanos Atlântico e Pacífico.

Os 4 km do caminho das águas passam pelas principais cachoeiras do parque, como a Véu de Noiva com uma queda de 86 metros e as sete quedas do rio Sete de Setembro. No total, há 487 cachoeiras no parque, muitas propícias a prática de rapel. A canoagem e o rafting também são praticados nos rios da região, com destaque para o rio São Lourenço, na cidade de Jaciara.

Os 8 km do caminho das pedras conduzem o visitante através de um sítio arqueológico e de formações rochosas de nomes inspirados. Jacaré de Pedra, Pedra Furada, Cogumelo de Pedra e Mesa do Sacrifício. Apenas 300 metros de caminhada levam até a Cidade de Pedra, com formações que lembram ruínas de uma civilização perdida. A caverna Aroe Jari é uma das maiores do Brasil com 1400 metros de extensão. Na entrada, a Lagoa Azul abençoa os visitantes.

Leia também

Comentários

Comente

Comente como convidado.

Cancelar Enviando comentário...
x