Espeleoturismo
Foto: Studio Caravana
Capacete com lanterna, ideal para o espeleoturismo
Compartilhe

Espeleoturismo Espeleoturismo

Caravana da Aventura | Da Redação

Essa é uma atividade de turismo de aventura que apresenta uma boa dose de ação com ciência. É a prática de exploração de cavernas (também chamadas de grutas, lapas, tocas...), oferecidas comercialmente, em caráter recreativo com finalidade turística.

O Brasil possui um vasto campo para a prática da espeleologia. O Cadastro Nacional de Cavernas (CNC), mantido pela Sociedade Brasileira de Espeleologia (SBE), conta atualmente com mais de cinco mil cavernas cadastradas, porém sabe-se que ainda há uma infinidade de cavidades a serem descobertas no território nacional.

Dicas de segurança: Ao mesmo tempo que fascinam, as cavernas são ambientes muitos perigosos. Elas podem apresentar passagens bastante estreitas, pedras soltas, solo escorregadio, salões que podem ser inundados rapidamente, riscos de desabamento... enfim, um cenário muito propício a acidentes.

Por isso o ideal é visitar apenas as cavernas preparadas para receber turistas e sempre acompanhado de um guia experiente, que além de dar segurança, pode também ensinar um pouco mais sobre o fantástico mundo que existe debaixo dos nossos pés.

Para entrar em uma caverna é imprescindível o uso de capacete, um calçado de boa aderência, lanterna (de preferência a de cabeça e carregar sempre pilhas extras), calça e camiseta de manga comprida (ou macacões próprios para espeleologia).

Uma boa dica para aqueles que pretendem adentrar no mundo subterrâneo é entrar em contato e começar a participar de algum espeleogrupo. Como o acesso às cavidades nem sempre é fácil, um bom preparo físico pode ser bem importante para esta prática.

Para aqueles que não gostam de lugares apertados é importante salientar que há também cavernas com grandes salões que podem ser visitados sem aquela sensação claustrofóbica dos corredores apertados.

Comentários

  • Michelle Mesquita de Castro
    Michelle Mesquita de Castro
    18 Setembro 2012 at 16:59 |

    Por que São Domingos (GO) não é citada no campo "Onde praticar"? O município tem algumas das maiores cavernas do Brasil, com belezas e riquezas próprias.

  • Caravana da Aventura
    Caravana da Aventura
    20 Setembro 2012 at 15:23 |

    Olá Michelle! Obrigado pelo contato!
    São Domingos, sem dúvida, é um berço do espeleoturismo no Brasil, com suas muitas cavernas e riquezas naturais. O portal Caravana da Aventura está em constante crescimento e essa cidade goiana já está inclusa no roteiro da nossa reportagem. Em breve visitaremos São Domingos.

    Forte abraço
    Equipe Caravana da Aventura

  • Marcelo Bastos Soares
    Marcelo Bastos Soares
    22 Agosto 2013 at 12:11 |

    Bom dia a todos, acho que se esqueceram de um pequeno detalhe!!!

    Alguém conhece a região arqueológica de Lagoa Santa???
    Pois bem nesta região existem mais de 1000 cavernas e dentre elas as grutas da Lapinha , do Maquiné e a Rei do Mato!!!
    A região dentre outros atributos e berço da espeleologia, arqueologia e paleontologia brasileira, acredito que não devem ter pesquisado bem antes de postar sobre espeleoturismo!
    Aproveito a me colocar a disposição para ajudar a enriquecer o site com informações sobre o assunto em questão!!!

    Cordialmente

    Marcelo Bastos

  • Eduardo Bernardino
    Eduardo Bernardino
    26 Agosto 2013 at 15:07 |

    Olá, Marcelo, tudo bem? Muito obrigado pelo seu contato.
    Vi seu comentário e, com certeza, sua contribuição será muito bem-vinda para que possamos continuar construindo um portal de qualidade.
    Sou um dos repórteres do Caravana da Aventura, formado em ciências biológicas pela Universidade Federal de São Carlos e amante do mundo subterrâneo.
    Entre alguns dos meus trabalhos fiz levantamento de fauna subterrânea em cavidades do Tocantins, trabalhei no plano de manejo do Petar, fiz curadoria da coleção científica de vertebrados e invertebrados do laboratório de estudos subterrâneos do departamento de ecologia e biologia evolutiva da UFSCar e meu trabalho final de graduação foi uma avaliação dos impactos promovidos pela visitação desordenada em cavidades de arenito no interior de São Paulo.
    Conheço, sim, a região que ressaltou em seu comentário e, realmente, ela é muito rica. Devo deixar claro que a lista "onde praticar" é exemplificativa, ou seja, muitos locais ainda podem (e devem) ser colocados ali.
    Ficaremos muito gratos com sua ajuda, ela poderá entrar em nossa seção de Destinos e, automaticamente, entrar na lista "onde praticar" o espeleoturismo.
    Fique à vontade para enviar suas contribuições para o meu e-mail (edu@caravanadaaventura.com.br) e eu as repassarei ao editor chefe.

    Mais uma vez muito obrigado pelo contato.
    Até breve.
    Um abraço,
    Eduardo Bernardino.

Comente

Comente como convidado.

Cancelar Enviando comentário...
x