Guarapari Divulgação / MTur
Foto: Divulgação / MTur
A Praia de Setiba é uma das mais visitadas
Guarapari Divulgação / MTur
Foto: Divulgação / MTur
A nova Orla vai custar R$ 36 milhões
Compartilhe

Guarapari: nova orla até 2014

Segunda, 05 Novembro 2012 14:34
Ministério do Turismo

MTur confirma investimento de R$ 36 milhões no redesenho urbanístico e paisagístico do Canal de Guarapari, destino mais visitado do verão capixaba

O Ministério do Turismo empenhou R$ 5 milhões para o custeio da primeira fase das obras de reurbanização da orla do Canal de Guarapari, uma das principais intervenções do Programa de Recuperação Turística do centro da cidade.

Os recursos são do Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur), criado, gerido e mantido pelo MTur em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a Corporação Andina de Fomento (CAF). O investimento total do MTur no projeto, que deve ser concluído em 2014, será de R$ 36 milhões.

As intervenções na região começam em março de 2013, com as obras de recuperação da Praça Trajano Lino Gonçalves. Porém, o projeto é muito mais amplo: inclui 4 km de reestruturação viária da orla do canal, construção do mercado municipal de artesanato, criação de decks náuticos e pesqueiros, revitalização de passeio público e espaços destinados ao receptivo turístico e atividades de lazer – como áreas especiais para pesca profissional e artesanal.

De acordo com o secretário nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo do MTur, Fábio Mota, "o projeto é uma mostra de que a qualificação da infraestrutura turística do país pode ser um motor para o fortalecimento das economias turísticas locais".

O secretário de Turismo do Espírito Santo, Alexandre Passos, confirma: “É uma mudança de realidade para o destino Guarapari".

Segundo Passos, o fluxo de visitantes durante a alta temporada (janeiro e fevereiro) ultrapassa meio milhão de pessoas. "A remodelação da área da orla vai contribuir para driblar a sazonalidade. O projeto modifica os aspectos urbanísticos da região e cria novas possibilidades para o turismo, estimulando o aumento do tempo de permanência do visitante."

Para saber como é a região, hoje, e como vai ficar em 2014, clique aqui.

Leia também

Comentários

Comente

Comente como convidado.

Cancelar Enviando comentário...
x