Brasil marca presença no Fórum Global das Florestas Modelo
Foto: Leandro Deitos
A Mata Atlântica, em Minas Gerais, é uma floresta modelo
Compartilhe

Brasil marca presença no Fórum Global das Florestas Modelo

Segunda, 21 Março 2011 14:36
Caravana da Aventura | Das agências

Encontro começa nesta segunda e vai até o dia 26, na Espanha

O Serviço Florestal Brasileiro participa de hoje até o próximo dia 26 de março, na Espanha, da reunião do diretório da Rede Iberoamericana de Florestas Modelo, com mais 13 países da América Latina, Caribe e Europa. A informação é do Ministério do Meio Ambiente.

O encontro será realizado durante o Fórum Global das Florestas Modelo, que ocorre a cada três anos com o objetivo de compartilhar conhecimento, apresentar resultados, debater problemas e buscar estratégias para os anos seguintes entre seus membros.

"A reunião é uma oportunidade para conhecer experiências de outros países sobre a gestão de territórios onde o foco é o manejo sustentado dos recursos florestais, tendo com base os princípios das redes de florestas modelo", afirma o gerente de Informações Florestais do Serviço Florestal, Joberto Freitas.

O Brasil tem hoje duas florestas ou bosques modelo: a do Pandeiros e a da Mata Atlântica, ambas em Minas Gerais. Para ser classificada como tal, a floresta tem que ser gerida de forma a combinar necessidades sociais, econômicas e culturais dos grupos a ela vinculados, sempre com vistas à sustentabilidade.

Nesses locais, os parceiros trabalham de forma colaborativa, desenvolvem objetivos comuns e atuam dentro de uma estrutura de governança, com planos para atingir metas e definir prioridades, sejam de conservação da biodiversidade, consciência intercultural ou educação, por exemplo.

Além das duas florestas modelo em Minas Gerais, há planos para o desenvolvimento de novas iniciativas nos estados do Pará e Acre.

"No Brasil há grande potencial de ampliarmos o número de florestas modelo. Nossa expectativa é aumentar a quantidade delas à medida que identifiquemos territórios onde haja boas condições para isso. A existência de recursos florestais e uma boa base de organização social seriam os principais elementos para desenvolvermos novas propostas", afirma Freitas.

Leia também

Comentários

Comente

Comente como convidado.

Cancelar Enviando comentário...
x