Novidade: bike de plástico reciclado
Foto: Divulgação
A bike reciclável custa cerca de R$ 250,00
Novidade: bike de plástico reciclado
Foto: Divulgação
O iMac, da Apple, usa produtos recicláveis como vidro
Novidade: bike de plástico reciclado
Foto: Divulgação
O quadro de garrafas "pet" pesa cinco quilos
Compartilhe

Novidade: bike de plástico reciclado

Quinta, 06 Outubro 2011 15:07
Caravana da Aventura | Da Redação

Pequenas e grandes ações em prol do meio ambiente se tornam cada vez mais comuns como bicicletas e produtos com materiais recicláveis

Que tal ajudar a resolver dois problemas de uma só vez? Esta é a proposta do artista plástico uruguaio radicado no Brasil, Juan Carlos Muzzi, ao criar uma bicicleta feita de garrafa PET reciclada.

Depois de muitos anos de pesquisa Juan idealizou e desenvolveu o quadro de bicicleta feito de resinas plásticas. Batizado de “Muzzicycles”, a bike apresenta muitas qualidades invejáveis, dentre elas a leveza e a resistência. O quadro pesa apenas cinco quilos e pode ser encontrados em dois graus de resistência: para aguentar ciclistas de até 80 kg ou até 120 kg.

O inventor garante que a bicicleta é resistente e durável. Os quadros têm dez anos de garantia e possuem proteção UV que aumentam sua durabilidade.

Os números divulgados sobre a empresa do artista são para fazer qualquer ambientalista sorrir. Em sua capacidade máxima, atualmente, as Muzzicycles seriam responsáveis por reciclar mais de 15 milhões de garrafas pet anualmente, o que faria com que quase três milhões de quilos de CO2 deixassem de ser jogados no meio ambiente nesse período. Além disso, o quadro dispensa o uso de soldas e não necessita ser pintado (já que o pigmento é adicionado ainda na sua fase de moldagem).

Em tempo: a bike não necessita também de amortecedor, o que diminui o processamento da alumina e a extração de ferro e bauxita.

Pra quem está animado pra adquirir sua Muzzicycle, as bikes estão à venda por R$ 250,00 no site do fabricante.

De olho no meio ambiente

Cada vez mais ações voltadas para o meio ambiente ganham corpo, inclusive entre as grandes multinacionais do planeta. A Apple, por exemplo, de Steve Jobs, que morreu nesta quinta-feira, vítima de câncer, reduziu o desperdício de materiais recicláveis num de seus principais produtos, o IMac, graças ao design ultra eficiente e o uso de alumínio e vidro, produtos que os recicladores podem aproveitar.

O maior desafio do mercado tecnológico, inclusive, é a presença de arsênico, retardadores de chama brominados (BFRs), mercúrio, ftalatos e cloreto de polivinil (PVC) nos produtos. Os engenheiros da Apple eliminaram os componentes retardadores de chamada brominados (BFRs) e o cloreto de polivinil (PVC) dos chips, cabos internos e externos, conectores, isolantes, adesivos e de muito outras substâncias no iMac.

A empresa de Jobs também se mostra preocupada com o meio ambiente ao remover de seus produtos os materiais considerados tóxicos como chumbo, PVC, mercúrio e arsênico.

Leia também

Comentários

Comente

Comente como convidado.

Cancelar Enviando comentário...
x