Torne-se um motorista sustentável
Foto: Paulo F.
Muitas pessoas no mundo têm problemas para largar o carro
Torne-se um motorista sustentável
Foto: Alberta M. Association
Pneus calibrados não exigem tanto do motor
Torne-se um motorista sustentável
Foto: Epsos
É viável ser um "motorista sustentável" nas grandes cidades
Torne-se um motorista sustentável
Foto: Rutger Middendorp
A manutenção preventiva é outra ação importante
Torne-se um motorista sustentável
Foto: Kaptain Kobold
Pisar com cautela no acelerador evita gastos extras
Torne-se um motorista sustentável
Foto: Tim Hohm
O velocímetro é um bom "termômetro" para as revisões
Compartilhe

Torne-se um motorista sustentável

Terça, 22 Novembro 2011 12:42
Eduardo Bernardino | Do Caravana

Para aqueles que não abrem mão do carro, o Caravana publica artigo com importantes dicas para se tornar um motorista exemplar. Confira!

Toda vez que escrevo algo relacionado ao uso da bicicleta como meio de transporte sustentável, recebo uma enxurrada de e-mails dizendo que sou louco, que é impossível usar a bike nas grandes cidades, que muitas empresas não têm estrutura para receber o funcionário-ciclista, que algumas pessoas moram muito longe do trabalho, que o transporte público é vergonhoso...

Portanto, pensando do lado destas pessoas, que precisa utilizar o carro diariamente, escrevo agora sobre como dar um uso um pouco mais sustentável ao automóvel.

Que lindo seria se tudo acontecesse como nos meus sonhos futurísticos, onde todos os veículos andam movidos a energias renováveis e sem emissão de poluentes. Porém, o que temos mais perto disso no mercado de hoje em dia são os carros elétricos, e sabemos muito bem que ainda não são uma realidade viável.

Inclusive, porque utilizam energia elétrica, que provem de tomadas comuns, e é sabido que atualmente ainda temos muito que reformular nos nossos modelos energéticos.

Portanto, enumerei algumas dicas abaixo que servirão para você provar que, mesmo não abrindo mão do carro, pode jogar a favor do meio ambiente, além de auxiliar também nos gastos diários. Confira:

1 - Pressão dos pneus

Mantenha sempre os pneus com a pressão ideal. Cada pneu, em cada carro, deve se calibrado de uma forma, portanto olhe no manual do seu automóvel para saber as especificações. Com os pneus corretamente calibrados, o carro fica mais macio para dirigir, consome-se menos combustível e otimiza o desgaste tanto dos pneus quanto do veículo;

2 - Manutenção preventiva

As revisões não são um luxo. Óleo em dia, filtros de ar e combustível limpos, entre outras verificações rotineiras, deixam seu carro mais confiável, mais duradouro e menos poluente (um filtro de ar entupido pode aumentar o consumo de combustível em 10%). Assim você ajuda o meio ambiente e não corre o risco de ficar sem o carro, e ainda gastar muito, devido aos problemas que poderiam ter sido evitados com soluções simples;

3 - Ar condicionado

Use este acessório com responsabilidade. Este item de conforto traz realmente um alívio para os dias mais quentes, mas também traz o aumento do consumo de combustível (que em alguns casos chega a 20%) e, consequentemente, o aumento da emissão de gases poluentes. Pense que talvez não seja necessário deixar o ar condicionado ligado o tempo todo no verão. Por exemplo, use-o para ir ao trabalho, já que não é muito bom chegar suado logo pela manhã, porém desligue-o na volta para casa.

Outra ideia é usá-lo quando o trânsito estiver parado, optando por desligá-lo e abrir as janelas quando o tráfego estiver liberado. E não esqueça que quando chegar ao carro que ficou estacionado embaixo do sol e está muito quente, deixar as portas ou vidros abertos por alguns instantes para o ar mais quente sair e só depois ligar o ar;

4 - Caronas

A carona é uma ideia que tem conseguido muitos adeptos. Veja no setor em que trabalha se tem alguém que mora perto da sua casa e pode ir de carona (ou dar carona). Você também pode incentivar sua empresa a ter uma lista, feita pelos próprios funcionários, mostrando onde as pessoas moram, qual caminho fazem para ir ao trabalho e se podem dar ou pegar carona. Assim, além de todos economizarem (já que o valor do combustível e estacionamento podem ser rateados), ainda ajudam a diminuir o trânsito, conhecem novas pessoas e contribuem com o planeta;

5 - Aceleração

Não é incomum ver pessoas acelerarem forte ao sair de um semáforo fechado para parar logo em seguida. As grandes rotações aumentam o consumo de combustível, portando fique alerta: não há motivos para acelerar tanto para frear logo em seguida;

6 - Frenagem

Falando em freada, este é outro ponto importante. Ao frear bruscamente, o motorista aumenta o desgaste do sistema de freio e das pastilhas. A fuligem liberada pelo atrito das pastilhas na frenagem fica em suspensão na atmosfera e acaba indo parar no sistema respiratório de todos nós. Essas partículas podem agravar quadros alérgicos de asma e bronquite, causar irritação nas vias aéreas, entre outros malefícios. Sendo assim, é sensato usar o freio motor e desacelerar o carro antes de chegar ao semáforo, muitas vezes até evitando a parada total do veículo;

7 - Troca de óleo

Alguns pontos de troca de óleo já trabalham com responsabilidade ambiental, enviando o produto usado para centros de reciclagem especializados. De repente, vale a pena dar uma procurada para saber se existe algum desses perto da sua casa;

8 - Andar com o carro desengrenado

O famoso ato de “colocar na banguela” durante descidas longas e um costume ainda muito corriqueiro entre os motoristas. Ao fazer isso, a rotação do motor cai, e o barulho diminui, o que faz com que tenhamos a impressão de que não estamos consumindo combustível. Porém, nos carros que possuem injeção eletrônica, esse ato faz com que mais combustível seja gasto. O ideal é manter o motor engrenado e tirar o pé do acelerador. Deste modo, sim, o consumo de combustível será praticamente zero e ainda aliviamos o sistema de freio, que é poupado pela utilização do freio motor;

Enfim, as dicas são inúmeras e podemos ainda contar com a criatividade e companheirismo para ajudar o nosso bolso e o meio ambiente. Pretendo tocar muito ainda neste assunto, enquanto isso podemos utilizar este espaço para compartilhar outras ideias que poderão ajudar a criar mais motoristas sustentáveis. Deixe seu comentário!

Leia também

Comentários

Comente

Comente como convidado.

Cancelar Enviando comentário...
x