poluição do meio ambiente
Bitucas devem ser descartadas com responsabilidade
Compartilhe

Bituca de cigarro também é lixo!

Terça, 08 Fevereiro 2011 11:26
Eduardo Bernardino | Do Caravana

O ato instintivo da maioria dos fumantes, de descartar a bituca do cigarro por onde passa, é um problema sério para o meio ambiente. Entenda...

Mesmo com a avalanche atual de informação e preocupação com o meio ambiente, parece que para a maioria dos fumantes ainda é difícil entender que a bituca do cigarro,a popular guimba, é lixo e, como tal, não deve ser jogada nas ruas, praias, jardineiras públicas, parques e etc.

O problema está além da feiúra estética que essas bitucas causam quando lançadas a esmo, visto que, em média, o filtro do cigarro demora cerca de cinco anos para se decompor e no início da sua decomposição libera toxinas que afetam o planeta.

A Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (FSP-USP) apresentou, há alguns anos, um estudo no qual duas bitucas apresentaram uma demanda bioquímica de oxigênio (DBO) de 1,5 mg/l, valor igual ao encontrado quando se mede a DBO promovida por um litro de esgoto doméstico. Além disso, deixam a água turva e criam um sedimento tóxico.

No processo de decomposição, micro-organismos alimentam-se do material orgânico e consomem o oxigênio que fica dissolvido no meio aquático. Ou seja, quanto maior for a DBO, mais prejudicada será a sobrevivência de vários organismos aquáticos.

Já as bitucas que não chegam a nenhum meio aquático podem intoxicar aves que as bicam achando que pode ser algum alimento.

Diante do problema, uma boa saída são os chamados porta-bitucas, que são recipientes pequenos com tampas de rosca feitos de plástico reciclado onde você pode colocar as bitucas para depois descartá-las no local adequado.

Os porta-bitucas duram muito tempo, são baratos (custam entre seis e dez reais, em média) e, para quem ainda não consegue largar o vício, são uma ótima forma de ajudar o planeta.

E se você ainda precisa de incentivo para largar o hábito de fumar, saiba que todos os anos são destruídos 200 mil hectares de florestas para dar lugar a plantações de tabaco. Quer mais? Nestes locais são usados muitos herbicidas e pesticidas que acabam poluindo o solo e os cursos de água. Sem falar nos fornos usados para secar as folhas do tabaco, que usam lenha, aumentando o desmatamento.

Enfim, seu cigarro não faz mal apenas a você.

Leia também

Comentários

  • ROBERTO FAÇANHA
    ROBERTO FAÇANHA
    13 Abril 2011 at 13:23 |

    Eduardo. Suas colocações são muito pertinentes.
    Aqui em Curitiba, nossa empresa esta implantando o PROGRAMA BITUCA ZERO. Desenvolvido pela empresa ECOCITY Soluções Ambientais, o programa coleta e recicla a bituca do cigarro. O programa já encontra-se a disposição de órgãos públicos e empresas privadas e é 100% Paranaense.
    Maiores informações: ecocitybrasil@gmail.com

  • Aurelio Abreu
    Aurelio Abreu
    26 Outubro 2011 at 12:50 |

    Parabéns! Aqui em São Paulo o problema é abundante: http://www.youtube.com/watch?v=0ujIVlU3pWM

Comente

Comente como convidado.

Cancelar Enviando comentário...
x