Ninho das Águias
Foto: Câmara de vereadores
Ninho das Águias tem estrutura e pouca operação
Parque do Imigrante
Foto: Câmara de vereadores
Parque do Imigrante é uma das atrações locais
Praça das Flores
Foto: Câmara de vereadores
Já a Praça das Flores encanta pelo seu colorido
Nova Petrópolis: turismo pela metade
Foto: Mauro Stoffel
Morro Malakoff fez sucesso no Festival de Verão
Nova Petrópolis: turismo pela metade
Foto: Divulgação
Cachoeira do Panelão: beleza natural da região
Compartilhe

Nova Petrópolis: turismo pela metade

Terça, 03 Maio 2011 13:43
Eduardo Bernardino | Do Caravana

Cidade gaúcha fatura alto com turismo de inverno, porém se esquece do turismo de aventura, mesmo com potencial para a sua exploração


Nova Petrópolis é mais uma agradável cidade do Rio Grande do Sul e, recentemente, foi considerada pelo Instituto Brasileiro de Verificação de Gestão um dos 100 melhores municípios turísticos do Brasil. O município, que faz limite com Gramado, Vale Real, Feliz, Linha Nova, Picada Café, Santa Maria do Herval e Caxias do Sul, foi fundado em 1858, por imigrantes alemães, em sua maioria, e franceses, holandeses, poloneses, belgas…

Essa heterogeneidade, mesclada com os costumes dos tropeiros, que atravessavam a região serrana em busca dos mercados urbanos, deu origem ao mosaico cultural que hoje encontramos na região.

O turismo de inverno já está bem encaminhado em Nova Petrópolis, com o parque Aldeia do Imigrante, malharias, artesanato, os deliciosos cafés coloniais, bom atendimento da rede hoteleira e população com nível sócio-cultural invejável. E, melhor ainda, tudo em um local mais afastado das ruas lotadas e dos altos preços da famosa vizinha Gramado.

Contudo, Nova Petrópolis pode ser muito mais do que apenas um local para descansar e comer bem. A cidade tem potencial para se tornar um palco do turismo de aventura. Mas "pode ser, pois infelizmente não há investimentos no setor.

Locais como o Morro Malakoff, com vista exuberante e paredes que podem ser escaladas, ou a cachoeira do Panelão não recebem a atenção merecida e tornam-se locais secundários e sem estrutura. Não há operadoras que levem o visitante a esses locais.

Não há operações bem estruturadas nem mesmo para o Ninho das Águias, rampa de decolagem de parapente e asa-delta, muito conhecida pelos praticantes destas atividades e muito bem montada para receber aventureiros de todo lugar. Lá são organizadas várias competições, porém operadores que possam explorar a atividade e oferecê-la aos turista ainda não existem.

Uma pesquisa feita pela Abeta em parceria com o Ministério do Turismo, na qual definiu o perfil do turista de aventura e do ecoturista no Brasil apontou que 68% dos turistas estão abertos a experiências de aventura, além dos 4% que estão em plena atividade.

A secretaria de turismo de Nova Petrópolis já deve ter percebido a importância de suas belezas naturais, visto que a subida ao Morro Malakoff no último festival de verão foi um sucesso de público.

Assim sendo é uma questão de tempo e investimento para que a aconchegante cidade tenha sua economia bem movimentada também nos meses quentes do ano por aventureiros de todo país.

Prefeitura responde

Em contato por e-mail, a assessoria de imprensa da Prefeitura de Nova Petrópolis admitiu que o forte do turismo da região se dá mesmo no período de inverno, "onde os visitantes buscam o aconchego do frio numa boa rede hoteleira e farta gastronomia".

Ressaltou que diversos projetos estão em andamento para a melhoria dos pontos turísticos da cidade e admitiu também a falta de agências de viagens receptivas, salientando que o turismo da região não é muito explorado por grupos.

De acordo com o levantamento da Secretaria de Turismo local, os visitantes são na maioria famílias que vem de carro para a cidade. 

Serviço

 

A cidade gaúcha dista 95 km da capital Porto Alegre, 36 km de Gramado e 33 de Caxias do Sul. Lá, o turismo de inverno é forte, oferecendo diversas opções para os visitantes. Hospedagem e bons lugares para comer são encontrados facilmente.

O Caravana esteve lá e comprou isso. Com relação as hospedagens, é possível também encontrar lugares aconchegantes e com bons preços. A cordialidade é uma marca também do povo local.

A Pousada Serrana Hotel, localizada na Rua Coronel Alfredo Steglich, 388, no Centro (54 3281-1687),  é uma opção interessante de hospedagem.

Já o restaurante Kegelbahn, localizado na Avenida 15 de Novembro, 1883, sala 51, também no Centro (54 3281-3174), é uma alternativa para degustar com qualidade o rico cardápio gaúcho.

Já com relação às operações para a prática do turismo de aventura, o Caravana procurou, mas não obteve sucesso.

Leia também

Comentários

Comente

Comente como convidado.

Cancelar Enviando comentário...
x